Voltar

Aparelhos ortodônticos e implantes dentários: posso fazer ressonância magnética?

Postado em 29/12/2020 às 23:12:08 imagem noticia Aparelhos ortodônticos e implantes dentários: posso fazer ressonância magnética?

É muito comum a pergunta: tenho aparelho ortodôntico... posso realizar estudo de ressonância magnética (RM)?

Depende. Logo, a resposta a essa pergunta não é tão direta quanto você gostaria. Mas vamos tentar simplificar os conceitos e orientações:

Primeiramente, é preciso ter sensibilidade que não é simplesmente retirar os aparelhos ortodônticos em todos os pacientes que irão realizar ressonância magnética... essa ação envolve na outra ponta do processo um desperdício de tempo e dinheiro do cliente, no contexto do seu curso de tratamento odontológico. E quando falamos de ortodontia e cirurgia ortognática (bucomaxilofacial) isso pode significar muitos meses de planejamento dos colegas odontólogos.

Então, o que eu devo saber de materias de inclusão odontológica e ressonância magnética?

Em geral, a maioria dos implantes dentários (fixos), tendem a ser mantidos em sítio com "contra-forças" suficientes para evitar que eles causem problemas relacionados ao movimento ou desalojamento, quanto associados a equipamentos de  3 e 1,5 Teslas (ou menos). Além disso, os dispositivos odontológicos, testados até o momento, não parecem apresentar problemas relacionados a aquecimento, inclusive alguns em estudos experimentais com RM de 7T.

Porém, atenção!! Todos os aparelhos e dispositivos metálicos removíveis (não fixos), inclusive odontológicos, precisam ser retirados, antes da realização do exame. De preferência, os dispositivos ortodônticos (mesmo os odontológicos "fixos") devem ser meticulosamente verificadas pelo seu dentista de confiança quanto os critérios de estabilidade ("está realmente fixo?"), incluindo fios, suportes, tubos, fitas de ligadura e etc... qualquer "bráquete" instável deve ser fixado ou removido antes do estudo de ressonância.

Então maravilha! Agora que eu retirei os materias "removíveis" e verifiquei a estabilidade daqueles que estão "fixos", eu posso fazer qualquer exame de RM sem problemas, correto?

Depende. Qual a área corporal do seu exame?

É importante lembrar que um dos maiores inconvenientes dos aparelhos ortodôntico é que eles estão relacionados a artefatos metálicos, induzido "perda de sinal" e distorção imagens, degradando a qualidade do exame e limitando a interpretação do médico radiologista, notadamente nos exames da cabeça e pescoço (crânio, seios da face, orbitas, sela turcica, mastóide, angioRM cervical e cerebral arterial, coluna cervical, cavidade oral, laringe e outros).

Ok. Assim, todo exame na região da cabeça ou pescoço eu deveria solicitar ao dentista para retirar meu aparelho dentário para evitar os "artefatos"?

Depende.  kkk =P. Vários bráquetes ortodônticos estão disponíveis no mercado com diferentes composições, incluindo aço inoxidável, cerâmica, plástico, titânio e outras ligas.

Assim, antes de você tomar a decisão de retirar aparelho ortodôntico em 100% dos casos dos exames (de cabeça e pescoço); você pode discutir conjutamente com seu dentista dentre os vários materiais freqüentemente utilizados em Ortodontia, qual está sendo utilizado no seu tratamento; e seguir a sugestão desse guia:

Produto

Sugestões

Bráquete de aço inoxidável (a,b)

Deve ser removido na ressonância magnética de cabeça e pescoço

Bráquete cerâmico (b)

MRI-safe

Bráquete cerâmico com ranhura de aço inoxidável

Deve ser removido na ressonância magnética da cavidade oral

Bráquete de titânio (b)

Melhor ser removido na ressonância magnética da cavidade oral

Bráquete plástico

MRI-safe

Fio de aço inoxidável

Deve ser removido na ressonância magnética de cabeça e pescoço

Fio de níquel-titânio (c)

Relativamente compatível com a ressonância magnética

Fio composto de polímero reforçado com fibra
de vidro

Provavelmente ressonância magnética compatível (d)

Arco palatino/lingual

Deve ser removido na ressonância magnética de cabeça e pescoço

Retentor fixo

Deve ser removido na ressonância magnética da cavidade oral

Fio de ligação

Melhor ser removido na ressonância magnética da cavidade oral

Mini-parafusos e Miniplacas

Deve ser removido na ressonância magnética da cavidade oral (d,e)

a) AI: aço inoxidável.

b) Os bráquetes autoligantes podem ser feitos de aço inoxidável, níquel-titânio, aço inoxidável (sem níquel) ou cerâmica, portanto, a decisão deve ser tomada com base na composição do bráquete e localização anatômica de interesse e composição dos clipes e ranhuras do material.

c) Ni-Ti: níquel-titânio.

d) Precisa de mais investigação. Porém, provavelmente ressonância magnética compatível.

e) Miniplacas e mini-implantes próximos à ATM, seio maxilar e implantes palatinos podem ser decididos individualmente, atraves de dialogo do ortodontista, cirurgião bucomaxilofacial e médico radiologista.

 

ATENÇÃO: pode até parecer bastante chata essa tabela, mas a intenção deste guia é evitar a retirada do aparelho ortodôntico para 100% dos casos de exames da cabeça e pescoço, em relação, especialmente, a preocupação com artefatos.

Por ultima, uma pergunta que interessa especialmente os ortodontistas e cirurgiões bucomaxilofacial: é preciso retirada do aparelho ortodôntico para realização do estudo de ressonância magnética das articulações temporomandibulares (ATMs)?

A depender da composição dos bráquetes e fios, conforme supramencionado, é possível realizar o estudo de RM das ATMs e reduzir (apesar de não eliminar) os artefatos de susceptibilidade magnética relacionados ao material de inclusão odontologica, pois é sabido que as  seqüências IR (inversion recovery) e SE (spin echo) têm menos suscetibilidade a materiais ferromagnéticos em comparação com as seqüências GE e EPI (gradient echo, echo-planar imaging). Além disso, é recomendado realizar o exame em magnétos de 1.,5 T ( em vez de 3 Tesla), em menor FOV ("pequeno campo de visão"), matriz de alta resolução, espessura de corte (fatia) mais fina possível, aumentar comprimento do trem de eco com maior largura da faixa receptora... tudo isso balanceado afim de diminuir os artefatos metálicos nas imagens das articulações temporomandibulares (ATMs) adquiridas.

Não compreendeu bem como reduzir os artefatos da ATM na RM de 1,5 T? Não se preocupe... confie na equipe de médicos radiologista indicada pelo seu Cirurgião-Dentista

E qualquer dúvida, estamos aqui juntos "fazendo simplesmente o que AMMO."

Nota:
As informações publicadas neste site não devem ser consideradas aconselhamento médico. Não esqueça que a Medicina é uma ciência em constante transformação e inúmeros trabalhos e evidencias são modificadas todos os dias.
Se você é um leitor não-médico, consulte seu médico sobre quaisquer questões médicas relacionadas a doenças, condições, sintomas, diagnóstico, tratamento e efeitos colaterais.

 


Américo Mota

Por Américo Mota

Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Voltar

Mais acessadas

Amamentação e Contraste da Ressonânci

16817 visualizações

Postado em 02/08/2017 às 16:08:27

Contrastes e Gravidez

8863 visualizações

Postado em 02/08/2017 às 18:08:27

Estilhaços, corpos estranhos e projéte

2171 visualizações

Postado em 02/08/2017 às 17:08:27

Boletim informativo

Inscreva seu e-mail para receber notificações sobre novas postagens.